domingo, 25 de abril de 2010

No avesso do travesseiro

Na ânsia de buscar respostas aos meus próprios questionamentos, eu leio, leio e releio... incansavelmente leio. No entanto, reconheci que talvez escrever também fosse uma forma de acalmar minha alma sedenta por respostas. Respostas que provavelmente não encontrarei em livros, sejam eles quais forem.Escrever buscando uma interpretação mais pessoal do que leio, pode ajudar a me encontrar... a dar sossego ao coração sempre tão inquieto por uma novidade, por uma emoção, que às vezes - ou sempre - nem ele sabe o que quer. Por isso continuo buscando, tentando...Então, aqui estão algumas crônicas,pensamentos,poesias ou simples textos que divagam sobre a vida. Algumas criações minhas, dentro de minhas limitações de escritora amadora, e outras de autores com os quais me identifico, seja com suas idéias e pensamentos, ou apenas com uma única criação em especial.

Um comentário:

J. Costa Jr. disse...

Escreva sempre. A escrita nos permite sermos tudo e fazermos tudo.