sábado, 21 de outubro de 2017

Urszula Tekieli

E amigo é isso: aquele que a presença conforta sem precisar de muito gesto ou dramatização.
Martha Medeiros

Pieter Coecke van Aelst (Flandres, 1502-1550),Madalena lendo.

A gente foge da solidão quando tem medo dos próprios pensamentos
Érico Veríssimo

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

domingo, 1 de outubro de 2017

Adrien Moureau (french ,1843-1906)

Contemplo o lago mudo
Que uma brisa estremece.
Não sei se penso em tudo
Ou se tudo me esquece.
O lago nada me diz,Não sinto a brisa mexê-lo
Não sei se sou feliz
Nem se desejo sê-lo.

Trêmulos vincos risonhos
Na água adormecida.
Por que fiz eu dos sonhos
A minha única vida?
Fernando Pessoa
arte:Adrien Moureau,1903

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Marcus Stone 1840-1921

Cada um dá o que tem no coração e cada recebe com o coração que tem
Oscar Wilde

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Enchendo a vida com belezas

*imagem: Diego Max - collage

Gustave Caillebotte 1848-1894

Ama-me,é tempo ainda
Hilda Hilst

domingo, 17 de setembro de 2017

Ernst Ludwig Kirchner (Alemanha, 1880-1938),cena no terraço -1935

Quantos meus dentes
precisarão estar à mostra
para que eu te convença
que sou mais feliz louca?
Lázara Papandrea

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Hope Gangloff

O mar parece ter
 muitas
faces
nenhuma delas
 me reflete
no rio, sim
 é minha a face
que passa
Nydia Bonetti

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Erich Ernst Heilmann,retrato de senhorita- Alemanha,1924

Só tem convicções aquele que não aprofundou nada.
Emil Cioran

terça-feira, 29 de agosto de 2017

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Uma mente  agitada faz um travesseiro inquieto
Charlotte Bronte

sábado, 26 de agosto de 2017

Enchendo a vida com belezas

©Andrea Kowch
Caminhais em direção da solidão.Eu,não,eu tenho livros.
Marguerite Duras

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Enchendo a vida com belezas

Edgar Degas

Coles Philips

Hoje não me alegram
as amendoeiras do horto
Me lembro de ti
Jorge  Luis Borges

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Anne-Sophie Gilloen , sculpture -France

Sentiu um peso,mas não era o peso do fardo e sim da insustentável leveza do ser
Milan Kundera

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Harold Knight (1874-1961), Girl Reading, 1932

Se não conheço os mapas,
escolho o imprevisto:
qualquer sinal é um bom presságio
Lya Luft

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Christian Schloe,fable- 2015

Manter a serenidade e não se envolver em fofocas,nem alimentá-las.
A quem não me traz nada de bom  sou surdo.
Leo Chioda

domingo, 20 de agosto de 2017

Eleanor Fortescue-Brickdale (British, 1871-1945)

O saber se aprende com os mestres.A sabedoria,só com o corriqueiro da vida
Cora Coralina

Berthe Morisot

Sinta minhas asas e raízes famintas de uma água sempre negadas saberá que sou além das palavras,além dos muros,descaso e devastação.
Não desejo nada menos do que meu quarteirão coberto de poesia.
Tiago Fabris Rendelli

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Enchendo a vida com belezas

Dante Gabriel Rossetti,a vision of fiammetta -1878

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Knut Ekwall

Há pessoas que nunca se perdem porque nunca se põe a caminho
Goethe

A maior biblioteca da Irlanda

Essa é The Trinity College Library,em Dublin -Irlanda
Conhecida como The Long Room (salão longo),possui cinco bilhões de volumes em seu acervo.

Charles A.Buchel

Não faças de ti um sonho a realizar.Vai .Sem caminho marcado.Tu és o de todos os caminhos.
Cecília Meireles

Catherine of Alexandria

Sim,minha força está na solidão.Não tenho medo nem de chuvas tempestivas nem das grandes ventanias soltas,pois eu também sou o escuro da noite.
Clarice Lispector

Ned Axthelm

Por ora
basta-ma o arco-iris
em que vos sonho
Mia Couto

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Ned Axthelm,Reading the Train

Falar sem aspas,amar sem interrogação,sonhar com reticências,viver sem ponto final
Charles Chaplin

Nicolae Grant (1868-1950), Lecture in Interior.


Laura Makabresku


sábado, 12 de agosto de 2017

Henri Manguin , The Prints – 1905

MARCAS

bem aí,sim,bem aí
nesse lado do teu coração
há um colchão onde ninguém dorme;
um mar
que cajado algum divide.
neste lado
do teu coração,
há uma mulher marcada
tão marcada
*
quando eles te apanharam,te bateram
te arrastaram;
lembra rose,quando eles te enterraram
e uma árvore barrigudinha principiou a nascer
do teu útero?
Dom Jorge






Matisse , La liseuse - 1895


Mark Shaw, Audrey Hepburn reading, 1953


Jean-Baptiste Greuze


segunda-feira, 26 de junho de 2017

Meu coração de lua
sonha serenatas,bilhetes
na porta da geladeira
dizendo de amores
Meu coração trincado
de dores,não quer mais
tristeza de andar só
quer infinito de amar
mar de amor
Lia Sena

domingo, 25 de junho de 2017

A natureza não nos permitiu conhecer o limite das coisas.
Cícero
imagem [Amy Sherald]
A idade não vem sozinha
vizinha de chagas
pragas que batem e voltam


A idade não dá folga
Rouba folga,melindres
Perdoa deslizes,
Dá o troco em doces

A idade é generosa
Vem em prosa ou desalinho
Como vinho bom
Ou sermão de mãe nervosa

Esta menina levada
Amarrota a pele
E passa a limpo nossa ficha
Nil Kremer
imagem [Alesssia Ianetti]

sábado, 27 de maio de 2017

e o homem se curva
_parece ser sina
trocar o fardo milenar das culpas
pelo pós moderno fardo do vazio
_há que se ter um peso a ser carregado
a leveza parece não ser humana
não se sustenta
enquanto barro _pesa
Nydia Bonetti

Legado

Meu inventário será de palavras
herança em verso
pequeno arquivo
contendo universo
Nil Kremer
arte:Marie Laurencin,1913


A solidão é
pássaro sem asas
fica restrito a um canto
*Assis Freitas
arte:Beth Conklin